O FLANKER NO SÉCULO 21

Introdução

 

Pesquisa e Texto: Marcel Ribeiro De Castro

 

Edição: Marcelo Nichele

 

É muito  esquisito para mim  o fato de que muitas  pessoas sejam  “encanadas” por confronto direto de meios militares.

 

Qualquer um que estude as guerras, sabe que,não é o confronto direto que decide as guerras.Um bom meio militar pode fazer alguma diferença, mas muito mais importante do que isso, é  a logística da batalha, a disponibilidade, a expertise dos operadores a capacidade de concentrar poder em um determinado local na hora certa  ,o comando  a troca e o enlace de dados no campo de batalha a consciência situacional  a forma de utilização e adaptação do meio ao campo de batalha e a capacidade de integração conjunta de todos os meios disponíveis, o treinamento de quem o usa e tipo de operações feitas pela força armada que o utiliza.Há uma miríade de fatores que não vou explicar  inclusive ligados a ajuste de sensores tipo de armas carregadas   e modos de operação e defesas disponíveis, juntamente com táticas utilizadas, PORQUE DARIAM UM DOCUMENTO DE 250 PAGINAS.

 

Por exemplo, os Migs-17 do Vietnan durante o confronto no sudeste asiático  foram um desafio real aos aviões da USAF(derrubou muitos), mesmo estando 10-15 anos “atrasados” em tecnologia.Atrapalharam outras  centenas de missões, sem derrubar os caças americanos.

 

Assim, o debate feito por muita gente sobre que meio é superior a outro (a seco) é no mínimo tedioso. E falso ao extremo...

 

Uma guerra não é um ambiente controlado para seguir determinados parâmetros.

 

A comparação de meios sem levar em conta tudo o que foi citado acima (e muitas outras coisas) é pueril e inútil

 

Mesmo, levando tudo isso em conta é no mínimo  inadequado(para não dizer outra palavra) que se  considerem os deltas europeus e outros caças 4+   tecnicamente superiores aos Su-30MK-X e Su-35BM, porque não é verdade.  O Flanker alem de ser superior como unidade  em todos os quesitos que realmente contam em uma batalha como alcance carga sensores  e armas,  energia de vôo  e persistência de combate entre outros se modernizado adequadamente é sensivelmente superior aos adversários de sua geração.

 

O Flanker  está só começando a ser modernizado para valer(efeito benéfico para ele da guerra fria)... E espaço para modernizações, não faltam no caça. São caças de classe diferentes e o Flanker oferece mais.

 

Um caça grande ainda oferece muito mais do que um caça médio em termos de capacidade geral de combate. No caso do Flanker, capacidade especifica também, e adicionalmente tendo a opção de contar  com sensores e equipamentos não russos e um preço mais camarada, com transferência de tecnologia.

 

Um belíssimo exemplo foi a competição para o FX na Coréia. O caça preferido dos pilotos foi o Su-35, que foi desclassificado por ser russo. em um aliado do ocidente  por política embora a coréia do sul use alguns sistemas russos em suas forças armadas...  NA final sobraram 2 caças E o vencedor foi o Eagle  em detrimento do Rafale… Não por política, como disseram os franceses, mas porque o caça americano superou o Rafale em todos os aspectos técnicos que contam em batalha e porque os custos do Rafale são altíssimos.

 

Mas existem paises preocupados não com a defesa real do pais, nem com o desenvolvimento da nação... Que fala em soberania, mas que gosta mesmo é de se fazer de soberano, e tem pouca vontade de se desenvolver porque dá trabalho. Então vamos gastar o dobro, operar o triplo do que seria necessário  com um caça que oferece a metade, com custos de operação altíssimos sem transferência de tecnologia...,porque tem  medo de fazer a coisa certa. Muito preocupados com o que os outros pensam e em fazer politicagem  .E que acreditam na propaganda ocidental mentirosa (inclusive em guerras), sem pensar, e  , sem pensar no futuro real palpável  e adequado ao pais. Existe um pais da América do Sul, que quer comprar um caça francês, que não é adequado ao nosso pais  porque pessoas de um partido político assim o querem. Para isso já começaram uma campanha cheia de mentiras e preconceitos.

 

 

Não preciso citar que pais é esse não é?  

 

 

Um elemento de Flankers em vôo – Fonte: Sukhoi

 

 

 

 

Vídeos

Nós anexamos diversos vídeos, distribuídos pelos capítulos deste trabalho. Os vídeos tem as seguintes informações:

Nome

 Mb

Temp

Tipo

Descrição

Inclusão

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Edição: Marcelo Nichele